Só esperando você voltar, ouvindo uma música que eu tenho certeza que você nunca ouviu e vendo um vídeo que eu também acho que jamais acharia tão bonito quanto eu achei. Daquele jeito que eu gosto, sabe? Todo colorido, com um cenário de casa aconchegante, luzinhas de natal. Homens barbudos, vozes feminas, calças largas…

Eu não sei qual é o motivo do seu atraso, nem deveria me preocupar, já que nada adiantará saber que você está em casa. Logo mais trocarei todos os seus olhares encabulados pela companhia de todos os meus amigos que bebem e falam alto, mas jamais me incomodam.  É sempre uma escolha minha, da qual me orgulho, mas logo me arrependo ao olhar mil vezes o relógio e não ouvir o barulho da tranca.

Cadê você?