Vocês mulheres podem ser mais delicadas, mais preocupadas, mais apaixonadas, mas não tem jeito! Sempre partem o coração quando terminam tudo. Ainda não decidi se a voz mansa, o sorriso levemente consolador e as justificativas convincentes são os melhores antídotos para a dor do nosso sofrimento masculino. Parece que nos fazem às desejar ainda mais. Preferia que a garota dos meus sonhos (atuais) não tivesse as bochechas tão rosadas, a preocupação maternal e a inteção de fazer tudo, ou terminar tudo, tão politicamente correto. Não dá para elevar o nível de testosterona nessas horas e terminar como um bom homem termina? Pá! Pum! Fim de papo! Não quero arrumar aqui uma desculpa para o nosso jeito grosseiro, pois definitivamente não pensamos tanto quanto vocês na hora de finalizar um relacionamento. Mas é que ontem, garota, você me fez pensar que o mundo anda invertido. Que nós deveríamos ser os cavalheiros, posto que o sexo feminino é mais sensível. E vocês, por outro lado, deveriam ser mais curtas e grossas, para que o sexo masculino não corra o risco de se apaixonar ainda mais. Certo? Errado? Sei lá! Talvez exista algum homem no mundo capaz de compartilhar os mesmos sentimentos que os meus. Sentimentos que clamam por cabelos cumpridos, pernas finas e curvas indubitavelmente femininas que insistem em não nos querer.


Obs.: Sofia Ricci nas horas vagas gosta de imaginar o impossível, ou o homem ideal, como quiserem chamar!