Recebo e-mails do Wall Mart. Arrumei um emprego. Larguei os bets da baladinha pop. Voltei ao velho e bom point gay que toca música boa. Fui pra praia. Encarei a prancha novamente e fiz as pazes com o mar. Escolhi o ponto final para dar de presente ao ex. Fiz uma nova lista e prometi cumprir todos os itens. Furar a orelha está incluso. Liguei para aquele carinha e senti um baita arrependimento daquela noite. Não, não fiz nada. Ou quase nada. Me arrependi de não ter feito tudo. Jurei nunca mais beber sex on the beach. Bebi. Deixei o “foda-se” no automático. Desliguei o comando “moderação”. Ante de sair para viver apaguei a luz e bati a porta.