Voltei com a sensação de ainda estar olhando para o mar. Dentro da minha cabeça reclamei por não ter um horizonte misturado de mar e nada, de infinito e vazio. Lembrei de um email que não tinha respondido. Um email com muitas linhas em branco, mas recheado de amor no verso. Sabe, conheci diversas pessoas que escrevem para se sentirem mais leves. Esse cara, esse cara escreve e sente o mundo todo pesar na sua consciência por fazer isso. Desculpa cara, sinto que sou culpada por isso. Mas saiba que lá na ponta da ilha, quando me dei conta do meu tamanho perto de tanta areia e oceano, quando senti saudade de uma pessoa que ainda não entrou na minha vida, quando meus olhos marejaram um pouco ao lembrar que ainda não amei e fui amada com a mesma intensidade, quando tudo pareceu distante demais para o meu entendimento, eu pensei em você.