“Nossa identidade é uma narrativa, uma história que, ao mesmo tempo em que a contamos para nós mesmos, a encenamos para os outros. Aliás, não há identidade sem narrativa. Não há humanidade, civilização, cultura, nação, comunidade, tribo, sem narradores. Como Sherazade, contamos histórias para não morrer.”