Às vezes, te digo:

Não sei quem sou.

No carnaval fui palhaço,

amei uma bailarina,

a perdi na multidão.

Meu amigo disse:

“Rapaz, não liga, não!

Tem mais 3 dias de folia!”

E então eu fui pirata,

fui mulher e marinheiro.

Joguei confetes pelo caminho e

segui serpentinas para achar

a sua saia bordada a rodar,

Bailarina.